26 de mar de 2017

Não quero ser um material esmagado - Por Luana Machado


Algumas atitudes e pensamentos correm tão vagamente. Eu, você, seu vizinho e o mundo, estamos numa bolha gigante e no interior dela ainda há um espremedor, que cada vez mais se aproxima de todos, alguns escapam, mas continuam ali na mesma bolha, porém em lado oposto. Não é loucura, e você não entendeu o que eu quis dizer.


Olha esse mundo, faça o favor de olhar para um lado e depois para o outro, analisa bem, ok? Estamos presos em um lugar em que todos querem uma política melhor, ações melhores e direitos iguais. Mas será mesmo que todas essas pessoas estão sendo o que elas querem que sejam? Estudamos a matéria de história na escola e percebemos o quanto evoluímos em certos pontos, mas essas mesmas evoluções são vítimas de própria regressão. Ás vezes sufoca saber que a política pode ser capaz de amassar as suas metas, arrancar a tua oportunidade de realizar sonhos. Sufoca saber que estamos submersos ao futuro tão incerto. É tóxico, inalar toda essa essência de poluição espiritual que muitos exalam. É ofuscante, o brilho dos olhos de uma criança ao nascer, mas será que esse mundo suporta manter esse brilho sem apagar por ações tão medíocres? É emocionante pra caramba ir a um casamento ou escutar histórias de amor, mas é possível acreditar que atualmente há amor sólido? Não tem preço ver uma mulher lutar pelos seus direitos, e conseguir um papel de destaque no mundo, mas será que todos estão cientes que isso é necessário? É tão estranho muitos julgarem roubo, mas contam aos amigos que já pegaram doce num mercado sem pagar, ou uma laranja a mais na barraquinha da feira. Confuso demais pra entender quem compartilha tanto em redes sociais sobre religião, mas não praticam o ato de amar ao próximo. São esses e outros incontáveis fatos que estão presos nessa bolha junto a nós. E um conjunto desse meio, sonha em um dia ter a oportunidade de vê-la estourar, difícil, e impossível para muitos, pois ainda assim acreditam que esse espaço é ambiente de conforto. 


Não quero ser um material esmagado, nem você quer. É preciso agir, mesmo que seja de forma individual, pois o indivíduo faz o todo.



Luana Machado.


12 comentários:

  1. adorei esse final 'o indivíduo faz o todo'
    muita coisa começa pela gente. <3

    ResponderExcluir
  2. Oi Luana,
    Um ótimo texto. Inspirador!
    Beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ótima postagem gostei muito, ganhou um fã abraços.

    Me segue, que eu sigo de volta!

    http://nintudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um fã!!! kkkk Obrigada, eu vou te seguir sim, beijo!

      Excluir
  4. Tudo bem verdade! Amei ler o texto. :)
    Beijos, The Fancy Cats

    ResponderExcluir
  5. "Confuso demais pra entender quem compartilha tanto em redes sociais sobre religião, mas não praticam o ato de amar ao próximo." CONCORDO SUPER! Texto incrível, Lua! Adorei!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir